"O Quarto"

virada cultural 2008
Performance no Vale do Anhangabaú: Luciana Bortoletto
Duração: 20 minutos

 

Tem como ponto de partida a dialética do exterior e do interior. O palco se configura em um espaço "habitado", por onde se observa o que tem do outro lado. “O quarto” explora o ambiente cênico de uma forma que o espectador passe a fazer parte da “paisagem” da dançarina em cena. Questiona “quem está exposto?” “Quem é observado?”; “Como o corpo se organiza para ser olhado?”. A composição coreográfica é criada em tempo real, em diálogo com os estímulos do lugar onde ocorre a performance.

 

Trechos da Performance